Desde o megavazamento de dados ocorrido em janeiro, especialistas de todo o mundo começaram a questionar a capacidade do Brasil lidar com o mercado ilegal de venda de informações pessoais. Na ocasião, foram expostos os dados de 223 milhões de CPFs, 40 milhões de CNPJs e 104 milhões de registros de veículos no país.  […]