Com o novo coronavírus (COVID-19), governo e iniciativa privada estão tendo que rever a realização de suas atividades e apostar em alternativas para manter a rotina de trabalho. O home office adotado por muitas empresas, gerou aumento na demanda pelas soluções de tecnologias. A missão: garantir a segurança do ambiente de TI.

O grande desafio é criar uma estação de trabalho com segurança digital e comunicação ágil, onde os profissionais possam acessar aplicativos, arquivos e ferramentas de trabalho. Por isso, separamos algumas dicas que podem ajudar na hora de definir as políticas de proteção.

TENHA UMA POLÍTICA DE SEGURANÇA OBJETIVA

Antes de sair instalando software e hardware, o primeiro passo é adotar uma política de segurança da informação sólida. É fundamental criar diretrizes claras, objetivas e simples para que todos os funcionários consigam seguir: senhas fortes, comportamento adequado para uma navegação segura, equipamentos protegidos etc.

ADOTE UMA VPN

Como a maioria das empresas não possui uma estratégia de trabalho remoto consistente, mesmo tomando o máximo de cuidado, a rede utilizada ainda será doméstica. Sendo assim, ela não tem em sua natureza um ambiente robusto e seguro como uma rede corporativa oferece.

O uso de VPN (Virtual Private Network ou Rede Privada Virtual) ainda é a melhor forma de proteger dados da empresa ao trabalhar em casa. A VPN é uma espécie de “túnel” entre o computador pessoal e os servidores da empresa, o que impede a ação de criminosos e possíveis invasões.

ATUALIZAÇÕES CONSTANTES

É necessário investir um tempinho em atualizações de drives e sistemas. Estes minutinhos são essenciais para que a política de segurança funcione.

Os fornecedores de soluções estão sempre lançando updates com otimizações para impedir que novas ameaças afetem as máquinas. Atualizar sempre programas de antivírus, antimalware e firewall, além de realizar backups frequentes, estão entre as principais práticas que devem ser disseminadas por toda a organização.

CRIPTOGRAFIA

Outro item fundamental na proteção de dados é a criptografia, principalmente em informações sensíveis (documentos estratégicos ou transações financeiras). Mesmo tomando todos cuidados, invasores podem instalar programas nocivos ou até mesmo roubar informações causando prejuízos imensuráveis para as organizações, tanto do ponto de vista financeiro quanto de reputação e credibilidade e, nesse sentido, a criptografia de dados adiciona mais uma camada de proteção, inviabilizando a leitura de informações por pessoas não autorizadas.

 

 

Quer conhecer esses e outros os benefícios com mais detalhes? Então não deixe de conferir as atualizações de nosso blog. Em breve, traremos novidades. Até lá!