Data Breach - report 2020

Segundo um estudo realizado pelo Instituto Ponemon em parceria com a IBM Security, 80% das ocorrências resultaram na exposição das informações de identificação pessoal de clientes, violação de maior custo para as empresas.

 

Um dos fatores relevantes para o aumento de casos, apontado pelo estudo, está ligado ao aumento de colaboradores trabalhando em regime home office devido à pandemia e que não receberam orientações necessárias para lidar com os dados sensíveis de clientes fora do ambiente convencional de trabalho.

3.200 profissionais de segurança em organizações foram entrevistados para a elaboração do relatório proveniente do estudo, onde indica que os ataques conhecidos por “state-sponsored attacks”, superaram os crimes cibernéticos e alcançaram uma média de U$4,43 milhões por violação de dados.

 

O relatório também aponta que empresas que investem em tecnologias de automação de segurança para identificar ataques, tiveram menos da metade de custo em relação às outras, chegando em US$2,45 milhões. Contudo, empresas que ainda não apostaram nessa tecnologia chegaram na média de US$6,03 milhões.

 

Para exemplificar por setores de indústria, Healthcare tem o maior custo de multa do setor, chegando a US$ 7,13 milhões, com um aumento de 10% em relação ao estudo de 2019.

 

A pesquisa realizada deixa evidente que, cada vez mais, é necessário o investimento em tecnologias de segurança e proteção de dados.

 

Para saber mais sobre o estudo e acessar o relatório na íntegra, clique aqui