Skip to main content

Assegurar a proteção em ecossistemas online contra ataques virtuais, como o Fileless Malware, é uma premissa indispensável para empresas que trabalham com serviços de internet, softwares ou para clientes em ambientes virtuais, sites, aplicativos e outras plataformas. 

Com empresas e serviços mais ágeis e globais, cresce também a sofisticação dos crimes e ameaças virtuais. O Fileless Malware é um dos crimes cibernéticos mais conhecidos e também o mais aprimorado constantemente pelos hackers. 

O investimento em ações de cibersegurança (conjunto de práticas que mantêm a navegação segura do usuário) é um recurso que propõe evitar invasões e também recuperar sistemas corrompidos.

Redes corporativas e negócios de sistema financeiro são as empresas mais assediadas por esse tipo de crime, porém, o uso é bastante variado e até mesmo rede de computadores domésticos também é visada. 

Neste artigo, vamos explicar o que é um ataque de Fileless Malware, como ele age nos sistemas e computadores, como é possível se proteger e qual a importância de uma boa estrutura em cibersegurança para mitigar esses riscos.

Boa leitura!

Fileless malware: um perigo invisível?

O Fileless malware é um ataque “sem arquivo”, ou seja, um vírus que ataca sem que o usuário baixe um programa suspeito. Ele age por meio de um arquivo executável ou de site malicioso para inserir o código contaminado.

Quando executado, o malware vai criptografado para o registro do Windows e aparece em forma de miniaturas de imagens do Explorer para armazenar arquivos de apoio e, por isso, é quase indetectável. 

Esse tipo de malware é capaz de roubar dados sem a necessidade de instalação porque ele se infiltra dentro da memória RAM, o recurso do sistema operacional que carrega arquivos e programas acionados pelo processador.

Tecnicamente, a porta de entrada do Fileless malware pode ser pelo registro do Windows, também por meio de comandos via Powershell ou por scripts (conjunto de instruções dadas ao sistema operacional), navegação em websites maliciosos (páginas falsas), e-mails de phishing ou links desconhecidos.

A invisibilidade do registro de um malware na memória RAM faz com que o antivírus não consiga detectar a presença do vírus na memória do computador e também porque ele pode se ‘disfarçar’ entre os comandos do sistema operacional. 

Entre as técnicas de ataque mais conhecidas estão a injeção de códigos de memória, técnicas baseadas em scripts, a manipulação do registro do windows e a tática de pós-exploração (quando o usuário abre um PDF ou arquivo do Microsoft Office).

Outros tipos de malware

Além do Fileless malware, existem outros vírus muito populares, tais como: 

  • Ransomware, que sequestra dados e criptografa em chave desconhecida exigindo pagamento no desbloqueio; 
  • Scareware, que induz o usuário na execução de ação específica, com janelas pop-up de ameaças de risco; 
  • Rootkit, que altera o sistema operacional e cria um backdoor para que os criminosos acessem de forma remota o computador; 
  • Worms, que se replicam ao explorar, de forma independente, vulnerabilidades em redes; 
  • Man-In-The-Middle (MitM), que permite ao invasor controlar o dispositivo sem o conhecimento do usuário; 
  • Man-In-The-Mobile (MitMo), no qual o malware assume o controle de um dispositivo móvel. 
  • Cryptoworm, que combina a capacidade de autopropagação, infecção rápida e paralisação de redes corporativas dos worms com características do ransomware de próxima geração. 

Como se defender desse tipo de ataque?

O investimento em tecnologias de cibersegurança é uma importante ferramenta, mas também as condutas pró-ativas dos usuários contribuem na manutenção da segurança.

Especialistas indicam, por exemplo, monitorar continuamente a rede corporativa de computadores, manter a atualização do sistema operacional, dos browsers e aplicações de trabalho, retirar do computador aplicativos e programas que não são usados, capacitar equipe e usuários sobre boas práticas de segurança em tecnologia da informação. 

Outras ações também são recomendadas, como mudar senhas de acesso a sites e serviços com periodicidade frequente, manter o backup de arquivos importantes, usar sempre antivírus e antispyware, atualizar softwares, definir as configurações de segurança do computador e do navegador como altas ou intermediárias, adotar a autenticação multifatorial combinando várias tecnologias, como reconhecimento facial, impressão digital, entre outros. 

Se o seu computador foi atacado, é possível perceber alguns sinais da presença do Fileless malware: o aumento no uso da CPU, diminuição ou travamento da velocidade do computador, diminuição da velocidade na navegação web, problemas de conexão, arquivos modificados ou excluídos, ícones de desktop desconhecidos, processos desconhecidos em execução, envio de e-mails sem consentimento do usuário e também surgimento de pop-ups indesejados quando você está online.

fileless malwarePor que as empresas precisam investir mais em cibersegurança?

Em relatório divulgado pela rede de antivírus ESET, de 2021, o Brasil aumentou em mais de 800% o número de computadores invadidos por ataques cibernéticos e ficou classificado em 5º lugar entre os países que mais sofrem crimes desse tipo.

Outro dado importante divulgado no site da IBM, o Relatório de Custo da Violação de Dados de 2021, afirma que empresas que aplicam investimento em segurança gastam menos da metade quando precisam pagar por serviços decorrentes de violação de dados. 

Os custos da violação de dados aumentaram de USD 3,86 milhões para USD 4,24 milhões, o maior custo total médio no histórico de 17 anos deste relatório. No Brasil, os custos são, em média, mais de 1 milhão de dólares por empresa, sobretudo em decorrência do vazamento de dados ligados à perda de negócios e clientes.

O relatório da IBM oferece casos de 537 violações reais para o empresário e usuário entenderem o risco cibernético em um mundo em constante mudança. Investir em cibersegurança diminui as chances de invasões criminosas e protege as empresas do prejuízo de operações inesperadas.

Os ataques, via Fileless Malware, por exemplo, podem ter objetivos diferentes, de acordo com as informações trocadas pelas empresas. Pode ocorrer roubo de dados de clientes, desvios de lucros financeiros para bancos virtuais ou até mesmo o compartilhamento de informações sigilosas. 

Com protocolos confiáveis de segurança, mais clientes são atraídos para a empresa e garante a confiabilidade da marca e dos serviços. Além da prevenção de ataques, o sistema de cibersegurança mantém a confidencialidade dos dados, o bom funcionamento das atividades empresariais, maior competitividade no mercado e, sobretudo, a agilidade e qualidade do serviço de tecnologia de informação da empresa.

Conheça a Think IT

A Think IT oferece a você serviços especializados de infraestrutura de TI e segurança, com soluções modernas para o seu negócio. Temos experiência comprovada no mercado financeiro, da saúde e do varejo.

Com 15 anos no mercado, propomos soluções adaptadas e produtos alinhados com a estratégia da sua empresa, otimizando o tempo dos profissionais de TI e líderes de negócio, adequando a gestão do ambiente de TI com excelência operacional, segurança e alta performance. 

Cada cliente é único e nossa equipe conta com profissionais altamente capacitados e parcerias de renome na área para desenvolver soluções sob medida para sua empresa. 

A Think IT atua em soluções para cibersegurança e privacidade de dados, com avaliação do ambiente das empresas e viabilizando padrões de processo e soluções tecnológicas para implementar a proteção. O funcionamento e integridade das empresas prescinde de segurança e privacidade de dados. 

Serviços oferecidos pela Think IT

  • Players, solução que protege as aplicações contra ameaças de SQL Injections, Remote File Inclusion (RFI), Cross-Site Scripting (XSS) e outras. 
  • Bot Mitigation, que detecta e bloqueia ataques automatizados a nível global, garantindo proteção total contra fraudadores, crackers ou concorrentes.
  • Edge Firewall, que aplica regras rigorosas para controles de acesso, como: Geo Blocking e Secure Token.
  • Origin Shield, que bloqueia todo tipo de acesso indesejado, com o controle de acesso apenas de endereços IP’s específicos da nossa rede.
  • Adequação à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), com desenvolvimento do fluxo ideal, Data Protection Officer (DPO) certificado, implementação de ambiente compliance com a LGPD e soluções compatíveis com a fluidez da empresa.

Também propomos soluções em estratégia multicloud na entrega de ambientes ágeis e seguros com os principais players de cloud do mercado; Edge Computing, com a solução de CDN (Content Delivery Network); serviços de outsourcing de TI com a terceirização da gestão de ambiente de tecnologia; serviço de Data Center de última geração; solução em hardware com os melhores fornecedores de TI e os principais players do mercado, e plataforma E-learning capaz de reduzir o tempo na produção de conteúdos.

A nossa empresa dispõe ainda de equipe especializada em segurança e certificada pelo EXIN, o que garante ainda mais a proteção contra indisponibilidade de sistemas, acessos indevidos, vazamento de informação e outras intercorrências, cumprindo exigências legais definidas em protocolos e normas de segurança em tecnologia.

Próximos passos

Vimos neste artigo sobre a importância para as empresas de implementação de uma gestão eficiente de práticas de cibersegurança e como se prevenir dos ataques do Fileless Malware, um tipo invisível de vírus cibernético.

Os dados apresentados ao longo do texto comprovam que investir em segurança da tecnologia da informação previne prejuízos a longo e médio prazo, ainda mais no Brasil, onde essa estatística aumenta em comparação com outros países.

Dessa forma, a Think IT vem oferecer para sua empresa produtos de alta qualidade na área de tecnologia da informação em conformidade com os protocolos internacionais da Lei de Proteção de Dados.

Quer saber mais sobre o tema da LGPD e como proteger melhor os serviços digitais disponibilizados na sua empresa? Conheça nosso livro digital: Quais os primeiros passos para proteger os dados da sua empresa? Neste e-book vamos te orientar com as dicas e etapas necessárias.